Noticias via Email

quinta-feira, 18 de março de 2010

Ração Humana, funciona mesmo ou é só polêmica?


Ração humana emagrece? – Ela não é propriamente dita um emagrecedor porem sendo usado corretamente (veja como usar no final da matéria) auxilia na perda de peso e na desintoxicação do organismo.
Isso é uma dieta? – Vejo muito vezes às pessoas confundirem este composto com uma dieta, a ração uma não é uma dieta e nunca deverá ser trocado pelas refeições.


Diabéticos podem usar a ração humana? Para os diabéticos a mistura é um pouco diferente, normalmente não contendo açúcar mascavo e guaraná.

Para ter resultados com o uso da ração humana você deverá está praticando alguma atividade física, como dito anteriormente ele não é bem um emagrecedor e sim um ótimo regulador das funções intestinais.

Outra grande recomendação é fazer a ingestão de muitos líquidos ao consumir a ração, por ela ser muito rica em fibras você pode ter problemas com gases, mal-estar, além de poder acontecer o feito oposto e não conseguir perde peso, para saber mais leia a matéria Ração Humana – cuidados com a mistura.

Conheça agora melhor alguns dos compostos da ração humana:

Linhaça – rica em ácidos graxos Ômega 3, sais minerais e vitaminas. Regula o intestino e tem ação antiinflamatória e previne tumores.

Colágeno – evita rugas e a própria flacidez quando se perde peso. Contém aminoácidos fundamentais para os ossos e reconstruções de algumas articulações.

Fibra de trigo – ajuda na prisão de ventre e estimula o bom funcionamento do intestino. Combate a formação de hemorróidas, câncer e obesidade.

Aveia – combate o colesterol funcionando no organismo como uma esponja sugando as moléculas de gordura.

Leite de Soja – contém vitamina E, algumas vitaminas do complexo B e Ômega 3.

Açúcar mascavo- rica em sais minerais como o ferro, o magnésio, o cálcio e o fósforo.

Castanha – rica em folato e vitaminas C e B6.

Amêndoa – ótima fonte de cálcio e fósforo e ainda contem certas quantidades de magnésio, potássio, zinco, ferro e cobre. As amêndoas são usadas para a cura de stress e depressões.

Gergelim – ajuda no combate a tumores, memória fraca, gastrite, ulcera, pressão alta. Contem cálcio e fósforo e ainda vitaminas A, E, B1 e B2.

Gérmen de Trigo – rico em vitamina E e algumas vitaminas dos grupos K, F, D, A, B. Ótimo para combater a menstruação irregular, no crescimento e infecções.

Como usar a ração humana.

O ideal é usar nos lanches como café da manha e o lanche da tarde, nunca substitua qualquer refeição pela ração humana e o seu consumo deve está limitado em até 2 colheres de sopa por dia.

Em média 50 gramas (4 colheres de sopa) da ração contém 170 calorias ou 48 pontos, então ao fazer o seu consumo não se esqueça de incluir no seu limite calórico ou de pontos.

Bom pessoal essa foi a nossa matéria de hoje e não percam as próximas novidades.

Fonte: http://www.dietanarede.com/blog/racao-humana%E2%80%93emagrece-mesmo/

Por que os homens têm maior facilidade para perder peso?


Segundo a endocrinologista Carlinês Sarno de Moraes, da USP, a testosterona auxilia na formação muscular, enquanto o estrogênio é um hormônio que facilita o depósito de gordura.
Uma semana depois de começarem o programa de educação alimentar do CRNUTRI da USP, os pacientes revelam a dificuldade de fazerem a dieta.
“Está difícil fazer regime, porque não é fácil emagrecer. Mas vamos à luta”, afirma a empregada doméstica Meiriane Aparecida da Silva. “Eu não gosto de tomar café com adoçante. Eu gosto é de tomar com açúcar. Por isso, mesmo eu não vou mais tomar café, vou partir pro suco de laranja”, revela o zelador Luis Dias Ribeiro.
“Eu sempre gostei de fazer o meu regime, mas agora é diferente. Estou pegando mais gosto por causa da minha saúde. A minha saúde é mais importante do que um copo de refrigerante, do que um pão na chapa”, declara a cabeleireira Edna Ferreira de Souza.
Os pacientes chegam ao centro de referência e estão bem animados. Uma semana depois de iniciada a educação alimentar, voltamos ao CRNUTRI, na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP). A consulta é minuciosa, quase uma investigação. Você tem que lembrar tudo o que se comeu na véspera, por exemplo. É uma forma de manter o controle.
A nutricionista Viviane Laudelino Vieira, do CRNUTRI, pergunta ao repórter Alberto Gaspar o que ele comeu no dia anterior no café da manhã. Ele responde: “laranjada, café e duas torradas de pão integral com iogurte light. Parece que eu estou ouvindo outra pessoa falar, não parece que sou eu”.
O zelador Luis Dias Ribeiro revela que agora o pão integral faz parte da sua refeição: “ele só é diferente na cor, é uma massa mais escura. Mas o gosto é o mesmo”. A nutricionista, então, explica a diferença entre os dois pães: “comendo o integral, você vai se sentir mais satisfeito com menos quantidade”.
A cabeleireira Edna Ferreira de Souza não jantou no dia anterior e só comeu um pão e tomou um copo de leite. “Não é legal. Tem que fazer uma refeição mais completa. Café da manhã, almoço e jantar são as três refeições principais”, aponta a nutricionista Adriana Passanha, da USP.
E os resultados vão aparecendo. Luis emagreceu 2,1 kg e perdeu quatro centímetros de cintura. Edna emagreceu 1,6 kg. Na cintura, ficou com menos seis centímetros. O peso de Meiriane baixou em 1,2 kg. Na fita métrica, ela teve redução de dois centímetros.
O repórter Alberto Gaspar diminuiu pouco a cintura, só meio centímetro, mas, em compensação, perdeu 2,7 kg, em uma semana.
Mas há uma má notícia para as mulheres. Os homens levam vantagem na hora de emagrecer. “A testosterona é um hormônio muito importante para a formação muscular, enquanto o estrogênio é um hormônio que facilita o depósito de gordura. Então, realmente, as mulheres têm uma conformação diferente, em termos de depósito de gordura, e os homens têm maior facilidade e rapidez na perda de peso”, explica a endocrinologista Carlinês Sarno de Moraes, da USP.
Outro fator que nos faz diferentes e que devemos considerar é a herança genética de cada um. “Nós não podemos interferir na genética, mas podemos mudar hábitos e, consequentemente, melhorar a situação do paciente diante da obesidade, reduzindo todas essas complicações”, aponta a Dra. Carlinês Sarno de Moraes.
E são tantas complicações, como o diabetes e a hipertensão. As últimas pesquisas mostram até que, quem emagrece com uma dieta saudável, pode se livrar de cânceres de esôfago, estômago, intestino, rins e leucemia.
“Os pesquisadores afirmam que as células gordurosas conteriam hormônios estimuladores da proliferação celular. Com a maior proliferação celular, teríamos maior probabilidade de que alguma multiplicação acontecesse defeituosa, transformando essa célula benigna numa célula maligna”, diz a endocrinologista Carlinês Sarno de Moraes. “Um controle de peso conseguiria reduzir a frequência ou o aparecimento dos cânceres”.
Esta é mais uma razão para seguirmos em frente. Vamos continuar então com mais algumas das 14 metas recomendadas pela equipe do CRNUTRI para quem quer fazer uma educação alimentar, emagrecer com saúde e para sempre.
Meta número 6: moderar nos açúcares e nos doces, comer, no máximo, um doce por dia. E cuidado com os cafezinhos. Três xicrinhas com açúcar valem por um doce.
Meta número 7: diminuir o sal e os alimentos ricos em sódio.
A oitava meta é consumir três porções diárias de leite ou derivados, porque o nosso corpo necessita.
A meta número 9: consumir pelo menos uma porção de cereal integral por dia.
“Quanto mais você conseguir fazer essas opções, invés de comer o refinado, como a farinha branca, quanto mais acrescentar o integral, é melhor, porque você consegue controlar melhor o açúcar do seu sangue, diminuir o colesterol e os triglicérides”, diz a nutricionista Viviane Laudelino Vieira, do CRNUTRI, da USP.
Algumas metas podem parecer bem chatinhas, mas, adotando esses hábitos, aos poucos, nos acostumamos. E, cá entre nós, não há outro jeito.
“A gente precisa de limites, porque que a gente cresce e acha que não pode mais tê-los? A gente tem. A gente não tem horário para entrar e sair de trabalho, para estudar? A gente precisa também de limites para se alimentar, para dormir, para fazer atividade”, explica a psicóloga Adriana Cezaretto, da USP.
A décima meta é até gostosa, a consagração de um hábito bem brasileiro. Devemos comer, por dia, uma concha de feijão ou de outra leguminosa, como lentilha, ervilha, grão de bico.
Meta número 11: reduzir o álcool. As mulheres só devem tomar uma dose. Os homens, duas. E não mais do que duas vezes por semana.
O décimo segundo objetivo é beber, no mínimo, dois litros de água por dia.

Fonte: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1527705-16619,00-POR+QUE+OS+HOMENS+TEM+MAIOR+FACILIDADE+PARA+PERDER+PESO.html

Exercício é fundamental para quem quer mudar de estilo de vida


A 13ª meta proposta pelas nutricionistas da USP é praticar uma atividade física diariamente, mesmo que durante poucos minutos e no meio do trânsito de São Paulo.

Já o décimo terceiro é o calcanhar de Aquiles de muita gente: praticar pelo menos meia hora de atividade física diariamente. O exercício é fundamental para quem quer mudar definitivamente de estilo de vida. É o que vai nos permitir não abandonar totalmente certas comidinhas que tanto apreciamos.
“Nada é proibido se você não tem um distúrbio metabólico, mas o que a gente tem que aprender é que depende da quantidade e que, se eu comer muito e não gastar energia, eu vou ganhar peso”, aponta a endocrinologista Carlinês Sarno de Moraes, da USP.
Queimar o tal combustível, para não ficar com o tanque cheio demais, ou ir acumulando aqueles outros reservatórios de energia pelo corpo. Isso é importante para qualquer pessoa. Para quem está tentando perder peso de maneira saudável, então, é fundamental.
O repórter Alberto Gaspar foi até uma avenida de São Paulo para encontrar com uma das companheiras de dieta. Edna mora perto e se exercita no meio dos carros. “Vamos fazer caminhada. É muito ruim fazer caminhada aqui, mas que jeito?”, diz a cabeleireira.
A empregada doméstica Meiriane também já está aos poucos fazendo suas caminhadas. Está disposta a deixar de lado a vida de sedentária. “Antigamente, eu tinha preguiça. Achava que o ônibus era mais rápido. Agora não, eu desço e volto a pé”, diz Meiriane. “Depois que eu comecei a fazer caminhada, o sono melhorou bastante. Antigamente, eu tomava remédio para dormir. Agora, não estou tomando”.
O professor de educação física Emanuel Péricles Salvador, da Faculdade de Saúde Pública da USP, dá dicas para Meiriane, em uma praça, cheia de aparelhos de ginástica, perto da casa dela.
Emanuel explica que a maior dificuldade é a gente sair da inércia. “Muitas pessoas estão há décadas sem fazer atividade física. Elas sabem que precisam fazer para ter uma melhora na saúde, mas, se fosse tão simples, todo mundo faria atividade física”, aponta o professor.
E mesmo quem não tem muito tempo, deve insistir. “Se eu só tenho 15 minutos do dia para fazer atividade física, eu vou fazer os 15 minutos. Com o passar do tempo, eu consigo arranjar mais tempo, eu tenho mais motivação. O que antes eram 16 agora viram 30 ou 45 minutos, uma hora de atividade física, mas faz efeito sim”, esclarece o educador físico.
Também não importa se for no meio dos carros e parando nos sinais. “Os carros estão em todo lugar. Mais importante do que ficar em casa usando isso como desculpa para não fazer atividade física é fazer atividade física”, aponta Emanuel.
É o que Luis está fazendo. Como só tem tempo livre à noite, é a essa hora que ele se encontra com o amigo e colega zelador de outro prédio e anda pelas calçadas! Os primeiros dias não foram fáceis. “Comecei a sentir muita dor, tive que fazer alongamento, coloquei gelo. Não estou acostumado”, comenta.
Mas o nosso Luis é persistente e já fez até promessa para emagrecer. “Até o fim do ano, eu não vou tomar bebida alcoólica, não vou comer feijoada, não vou comer rabada, não vou comer costela. Só vou comer comida light”, afirma o zelador. E se o Brasil ganhar a Copa? “Não tem problema, eu tomo água”, garante Luís.
“Cheguei em casa da minha caminhada, estou me sentindo muito bem, melhor do que segunda-feira. Ainda tenho condição de fazer mais meia hora de caminhada, mas agora vou tomar um banho gelado, comer uma saladinha leve e ir dormir”, confessa Luis para a câmera.
“Estou fazendo uma caminhada. Acabei de chegar, andei um pouco, caminhei. Acho que está dando tudo certo pra mim, estou sentindo mais disposição para fazer as coisas”, comenta Meiriane.
“Estou até com a pele melhor. As minhas cliente estão falando que eu estou bem, graças a Deus. Hoje, não fui fazer caminhada, mas amanhã irei, em nome de Jesus, tchau”, declara Edna.

Fonte: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1527708-16619,00-EXERCICIO+E+FUNDAMENTAL+PARA+QUEM+QUER+MUDAR+DE+ESTILO+DE+VIDA.html

Confira as 14 metas para emagrecer com saúde


As nutricionistas da USP têm uma lista de 14 metas que devemos tentar alcançar pouco a pouco, pelo menos duas a cada semana, para perder peso.

Confira as 14 metas da educação alimentar, indicadas pelo Centro de Referência em Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP).

1) Faça de 5 a 6 refeições por dia.
2) Frutas na sobremesa e nos lanches.
3) Coma verduras e legumes no almoço e no jantar.
4) A porção de carne deve ser do tamanho da palma da mão.
5) Troque a gordura animal por vegetal e consuma com moderação.
6) Modere nos açúcares e nos doces.
7) Diminua o sal e os alimentos ricos em sódio.
8) Consuma leite ou derivados na quantidade recomendada.
9) Consuma pelo menos 1 porção de cereal integral.
10) Coma uma porção de leguminosas por dia.
11) Reduza o álcool. Evite o consumo diário.
12) Beba no mínimo 2 litros de água por dia.
13) Faça pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias.
14) Aprecie sua refeição. Coma devagar.

Fonte: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1527629-16619,00-CONFIRA+AS+METAS+PARA+EMAGRECER+COM+SAUDE.html

segunda-feira, 8 de março de 2010

Alimentação é aliada no combate à hipertensão


Doença crônica compromete todo o organismo e já afeta 30% dos brasileiros; cefaléia é o sintoma que ocorre com mais frequência

Por Camilla Perez

Durante os últimos dias, o assunto que esteve em pauta no Brasil e no resto do mundo foi a repentina internação do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Diagnosticado com uma crise de hipertensão, o quadro foi apenas um fato isolado em seu histórico clínico, não havendo necessidade de tratamentos medicinais.

Isto, entretanto, não é nem um pouco comum, pois 30% da população brasileira sofrem de hipertensão sendo que, segundo dados do Ministério da Saúde, 35% daquelas que têm mais de 40 anos possuem pressão alta.

Entre as causas da doença estão os fatores genéticos, idade avançada, má alimentação, obesidade, excesso de consumo de álcool e falta de exercício físico.

Segundo Flávio Cure, cardiologista fundador da ONG Rio Coração, "a hipertensão, na maioria das vezes, cursa sem sintomas ou indícios. Sendo que, quando acontece, a cefaléia é o sintoma mais frequente".

É importante ressaltar palpitação e pontinhos luminosos na vista, também são um indicativo de que a saúde já não está bem. E, se o diagnóstico for mesmo de pressão alta, as consequências podem ser devastadoras.

Os rins são prejudicados, pois ficam sobrecarregados pela força do sangue durante a filtragem. A pressão alarga os poros, fazendo com que algumas proteínas escapem pela urina, o que pode comprometer sua função e até causar a falência do órgão.

Além disso, os olhos também são afetados. A hipertensão pode danificar a retina, levando a problemas de visão. No caso de cirurgias, ainda há graves riscos de sangramentos.

Para ajudar a população a controlar e combater este mal, a nutricionista Bruna Murta da rede Mundo Verde - especializada em produtos naturais, orgânicos e para bem-estar -, dá dicas para uma alimentação saudável e equilibrada. Assim, as chances de manter a pressão arterial sobre controle são maiores, e o organismo será muitíssimo beneficiado pelas mudanças. Confira!

É importante:

- Consumir uma variedade de frutas, verduras, legumes;
- Incluir cereais integrais na dieta;
- Ingerir alimentos assados, grelhados ou cozidos;
- Utilizar óleos vegetais (oliva, girassol, milho);
- Beber pelo menos 2 litros de água por dia;
- Optar pelo leite desnatado;
- Utilizar queijos com pouca gordura (minas, ricota, cottage) e manteiga ou margarina sem sal;
- Reduzir o sal, seguindo orientações do médico ou nutricionista;
- Utilizar como tempero alho, cebola, limão, azeite doce, ervas, pimentão, noz moscada, orégano, manjericão, alecrim.

Evite:

- Excesso de sal;
- Alimentos muito gordurosos;
- Cafeína, chá preto, chá mate, refrigerantes tipo cola;
- Embutidos (calabresa, salame, mortadela, salsicha) e enlatados; presunto, bacon, azeitonas, picles, ketchup, maionese, manteiga com sal;
- Bebidas alcoólicas.

Recomendações gerais:

- Verifique frequentemente sua pressão arterial;
- Procure manter o peso adequado. Pessoas obesas têm maior probabilidade de desenvolver a hipertensão;
- Evite o fumo;
- Pratique exercícios físicos com orientação;
- Mantenha hábitos de vida saudáveis.

Seguindo as recomendações sugeridas e visitando o médico regularmente, você contribui para a sua saúde e seu bem-estar, sem complicações!

Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/saude-nutricao/noticias/alimentacao-e-aliada-no-combate-a-hipertensao-162113-1.asp

Suco de Laranja com Beringela


Bom... essa é uma receita já testada e funciona mesmo.

Ingredientes

3 laranjas
1/4 beringela com casca
10 folhas de hortelã
1 colher de sopa de linhaça moida
Adoçante a base de sucralose
Gelo

Preparo:

Bata no liquidificador e beba bem gelado.

Rendimento: 500 ml

Valor nutricional: Rico em vitaminas C e do complexo B, Magnésio, Niacina e Potássio.

O suco é indicado para reduzir os níveis de colesterol no sangue e tratar prisão de ventre, insuficiência hepáticas ou problemas digestivos, além de prevenir gripes e resfriados.

OBS: tomar todos os dias pela manhã. Isso vai fazer seu intestino funcionar muito bem.

Fonte: http://receitasdetodososdias.blogspot.com/2006/10/suco-de-laranja-com-beringela.html

sexta-feira, 5 de março de 2010

Bacalhau com legumes


INGREDIENTES

Bacalhau
· 300 g de lombo de bacalhau dessalgado sem pele e sem espinha
· 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
· 1/3 de xícara (chá) de azeite

Legumes
· 1 xícara (chá) de azeite
· 100 g de alho-poró cortado em lâminas
· 100 g de folhas de espinafre
· 1/2 cenoura pequena cortada em lâminas finas
· 1/2 pimentão vermelho pequeno sem sementes cortado em tiras largas

Batata
· 2 batatas pequenas cortadas em rodelas finas
· 2 colheres (sopa) de salsa
· 2 colheres (sopa) de alho picado
· 1/2 xícara (chá) de azeite
· Sal a gosto

Acessórios
· Assadeira
· Papel-alumínio

Modo de preparo
Bacalhau
Aqueça o forno a 180ºC. Passe o bacalhau na farinha de trigo e retire o excesso. Coloque-o em uma frigideira com o azeite e doure. Leve ao forno por 15 minutos. Reserve.

Legumes
Numa frigideira com azeite, coloque o alho-poró, o espinafre, a cenoura, o pimentão e frite até ficarem crocantes. Deixe escorrer bem sobre uma folha de papel absorvente.

Batata
Tempere a batata com a salsa, o alho e sal. Distribua na assadeira e regue com o azeite. Cubra com o papel-alumínio e leve ao forno por 15 minutos. Reserve.

Montagem
Coloque o bacalhau no meio do prato e, por cima, arrume o alho-poró e o alho frito. Ao redor, disponha os legumes fritos e a batata.


Conteúdo do site CLAUDIA

Saiba o que comer para ter uma noite tranquila.


Uma noite inteira de sono tranqüilo e reparador. Quem não sonha com isso? Tudo depende da sua alimentação à noite.

Depois de saborear chocolate, Dalila costuma amargar noites sem sono! "É deitar e você ficar como se estivesse chamando o sono e não vem. Você deita pra um lado, deita pro outro, vira pra um lado, vira pro outro", Dalila França, administradora.

São muitos os fatores que prejudicam o sono: falta de atividades físicas, excesso de peso, ambiente ruim, problemas emocionais e de saúde, mas a alimentação adequada antes de dormir pode diminuir os efeitos negativos da vida moderna.

O chocolate, por exemplo, deve ser evitado porque contém cafeína: um estimulante presente em vários alimentos. "O café, que é o mais conhecido de todos e, além disso, os refrigerantes a base de cola, chá mate, chá verde", afirma Myrian Fragoso, nutricionista.

E quais os alimentos ideais para a noite? "Todas as frutas, de uma forma geral, são muito boas", completa a nutricionista.

O maracujá, conhecido por dar sono, realmente tem substâncias tranqüilizantes, mas a banana também tem um componente com o mesmo efeito.

Quatro dicas de refeição para a noite:

- um copo com leite e uma porção de biscoitos integrais.
- uma banana picada com aveia
- uma xícara de chá de ervas com três torradas e queijo branco
- um iogurte desnatado com três colheres de sopa de cereal

"Essa alimentação noturna deve ser mais leve, em menor quantidade e pelo menos duas horas antes de deitar", comenta Erik Haguete, médico.

Luis Ricardo sofre de apineia: pequenas paradas respiratórias durante a noite. Por isso, a última refeição do dia tem de ser ainda mais leve para um sono pesado.

"Se eu comer muito meu ronco é estrondoso, os problemas que eu tenho de cansaço, insônia, tudo isso aí aparece", diz Luis Ricardo Meneses, contador.

Fonte: http://g1.globo.com/jornalhoje/0,,MUL1517263-16022,00-SAIBA+O+QUE+COMER+PARA+TER+UMA+NOITE+TRANQUILA.html

quinta-feira, 4 de março de 2010

DIETA DO CHÁ AMARELO. ELIMINE 5KG EM 15 DIAS


Ele tem o mesmo poder dos chás verde, branco e vermelho na queima das gordurinhas. Mas desintoxica o organismo como nenhum outro (isso faz você emagrecer com mais facilidade) e tem um gostinho bom!
Depois do chá verde, branco e vermelho, agora é a vez do amarelo fazer parte da sua dieta e acelerar a perda de peso. Assim como os três primeiros, ele é extraído da planta Camellia sinensis – muda apenas a fase da colheita e o tempo de fermentação. O resultado? Uma bebida de coloração amarelada e sabor suave, quase adocicado – ótima noticia, especialmente para quem não se adaptou ao gosto amargo do famoso chá verde.
Originário da China – é novidade no Brasil – é encontrado, por enquanto, apenas em lojas especializadas, seja na forma de cápsula, a granel ou em pó instantâneo. Mas é provável que, em breve, esteja nos supermercados disputando espaço nas prateleiras com os outros chás da mesma família (que inclui ainda o preto, o mais comum de todos, e o oolong, bastante apreciado pelos japoneses).
Os estudos científicos também estão apenas no começo. Os especialistas, no entanto, acreditam que o chá amarelo preserve os compostos bioativos encontrados naturalmente na planta, principalmente as catequinas – substancias antioxidantes que garantem ao chás branco e verde (este, sim, estudado exaustivamente) o poder de combater o envelhecimento precoce e queimar os excessos acumulados na cintura. De qualquer maneira, o q a ciência já comprovou é suficiente para você adotá-lo como aliado da dieta.
Quanto beber: para obter os benefícios positivos do chá amarelo, você deve consumir no mínimo quatro copos grandes (cerca de 1 litro) por dia.
Como preparar: coloque a água no fogo, mas não deixe ferver. Assim que surgirem as primeiras bolhinhas, acrescente a erva (1 colher de sobremesa para cada 200 ml de água) e desligue o fogo. “A água muito quente degrada os compostos biotivos da erva, diminuindo os efeitos positivos”, avisa Ana Luísa, nutricionista da Soul Nutrition. Tampe a panela por 5 minutos e coe.
Melhor versão: sempre que possível, prefira a erva desidratada a granel, própria para infusão.
Boas combinações: o chá pode ser preparado com ervas aromáticas (hortelã, cidreira, camomila) ou misturado com suco de frutas. Porém, sempre use 1 colher de sobremesa da erva para 1 xícara de 200 ml de água. Se quiser preparar uma quantidade maior de chá, mantenha-o na geladeira no máximo por 12 horas. Quente ou frio, o efeito é o mesmo.
Hora certa: evite beber o chá logo após as refeições principais (almoço e jantar). As catequinas podem prejudicar a absorção dos minerais, principalmente ferro e cálcio, presentes nos alimentos consumidos. Mas, depois de 30 minutos, o chá fica liberado.
Só um detalhe: assim como outros chás, o amarelo deve ser aliado a uma dieta. Melhor ainda se o cardápio privilegiar alimentos que ajudam a saciar a fome rapidinho, além de estimular o bom funcionamento do intestino e do organismo em geral. Então, já colocou a chaleira no fogo!?

Fonte: www.boaforma.com.br

quarta-feira, 3 de março de 2010

Alimentos amigos do cabelo, unha e pele


A beleza está no prato: é só acertar nas escolhas
Soja contra pés e calcanhares rachados

O problema é um alerta do corpo de que há aumento de fungos. Para combatê-los, coma alimentos ricos em biotina (vitamina H), como fígado, soja (grão, tofu, missô ou proteína texturizada) e gema de ovo. A vitamina também é produzida pelas bactérias do bem que se alojam no intestino. Sua carência está ligada à furunculose, seborréia, eczema e aumento dos fungos no corpo. Para dar uma forcinha à hidratação da pele nessa região, não se esqueça ainda de massagear os pés com óleo de linhaça.
Quinua contra olheira

Ela não é apenas reflexo de noites maldormidas. Pode ser o resultado de alergia a determinados alimentos ou os rins que não funcionam a todo o vapor. Capriche no consumo da quinua, cereal de origem boliviana com alto valor nutritivo (à venda nas lojas de produtos naturais). Riquíssimo em proteínas ¬contém mais do que a maioria dos vegetais por isso foi apontada como “alimento perfeito” pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a Agricultura e Alimentação. Além disso, é boa fonte de fitoestrógenos, que estimulam o trabalho dos rins e ajudam a manter os níveis de hormônios equilibrados. Reforce o consumo de trigo integral, feijão, soja e brotos, que também têm fitoestrógenos em abundância.

Castanha para vasinhos

Varizes e vasinhos podem indicar deficiências nutricionais ou congestão do fígado. Reforce as doses de vitamina E, presente nas castanhas, abacate e amêndoas. Como são ricos em selênio, importante antioxidante, esses alimentos diminuem o colesterol ruim e melhoram a circulação sanguínea. Evite roupas apertadas, faça muito exercício e dê adeus ao cigarro.
Sementes para unhas quebradiças

Quando elas estão quebradiças ou esbranquiçadas, é um alerta do organismo para carência de cálcio, zinco e magnésio. Recorra a sementes de abóbora e girassol (sem casca) e a brócolis, couve-de-bruxelas, lentilha, repolho, carnes magras, feijões, cereais integrais. Boas fontes desses minerais, eles fortalecem as unhas e as deixam mais bonitas e resistentes.
Melancia contra a gordura localizada

O problema pode ser hereditário ou consequência de hormônios desregulados, sedentarismo ou aumento de peso. Para combatê-la, reforce a alimentação com melancia e abacaxi: diuréticas, essas frutas ajudam a eliminar as toxinas do organismo. Invista também em verduras, cereais integrais e muita água. Aumentando a ingestão de fibras, o intestino funciona melhor e a saciedade aumenta. Fuja de fritura, pão e arroz brancos, pratos gordurosos, refrigerante e doce, alimentos para os adipócitos, as malignas células de gordura que, nas mulheres, tendem a se concetrar nos quadris e abdômen. Evite o sal, que retém líquidos e causa inchaço.
Rúcula contra lábios rachados

Sabe aquelas fissuras ao redor dos lábios ou no canto da boca? São consequência da falta de vitamina B2. Recorra aos vegetais de folhas verde-escuras (rúcula, almeirão, couve, escarola), amêndoa crua e gérmen de trigo.
Salmão contra flacidez

As causas podem ser herança genética, falta de exercício, excesso de peso e até má postura. Exercitar-se é fundamental — e a boa notícia é que existem alimentos que podem dar uma forcinha. Aposte em uma dieta rica em proteína magra para estimular a produção de colágeno: atum, salmão, ovo, peito de peru ou frango, queijo cottage, iogurte desnatado. Mas evite bacon, presunto e manteiga, que são ricos em gordura de origem animal e aumentam o colesterol ruim, entopem as artérias e prejudicam a circulação. Consequência: retenção de líquido e acúmulo de gordura e flacidez nos quadris e abdômen.
Chá de bardana contra a celulite

A retenção de líquido, as alterações hormonais, a vida sedentária e a alimentação inadequada podem desencadear ou agravar o problema. Para amenizá-lo, diminua sal (que retém líquido e causa inchaço), gordura, açúcar, café e álcool (que intoxicam o organismo). Abuse da água, sucos e chás desintoxicantes, como o de bardana (raiz encontrada nas feiras). Aumente a ingestão de pão e macarrão integrais, aveia, farelo de trigo, frutas com casca e bagaço. Ricos em fibras, eles diminuem o colesterol, aumentam a saciedade, melhoram o funcionamento intestinal e varrem as toxinas do organismo.
Frutos do mar para a pele que descama

A causa pode ser carência de zinco (encontrado em frutos do mar e carne vermelha) ou das vitaminas C e E. Coma todos os dias vegetais verde-escuros, como couve, agrião, rúcula e escarola (fontes de vitamina C), um punhado de castanhas e tempere a salada com azeite extravirgem (fontes de vitamina E). Aproveite também para consumir sem culpa vitamina A (cenoura, mamão, tomate, manga e abóbora) e a D (queijo branco e iogurte desnatado), que ajudam a manter a pele viçosa. Uma dica valiosa é tomar dez minutos de sol diariamente, de preferência antes das 10 horas e depois das 16 horas.
Ovo para um cabelo bonito

Como os fios são formados basicamente de proteína (queratina), para mantê-los saudáveis é importante ingerir boas fontes protéicas: ovo, carne magra, iogurte desnatado, queijo branco, leguminosas (feijão, soja) e grãos integrais. Se estiver perdendo cabelo, as causas podem ser hormonais ou falta de ferro, cálcio, potássio e vitamina B6. Contra-ataque com fontes desses nutrientes: brócolis, nozes, feijão, banana e aveia. Para deixá-los bonitos e brilhantes, recorra aos sais minerais contidos nas algas e às proteínas dos brotos, cereais e sementes.
Fonte: http://boaforma.abril.com.br/dieta/dietas-da-beleza/alimentos-amigos-cabelo-unha-pele-488120.shtml

terça-feira, 2 de março de 2010

PIZZA SAUDÁVEL


Massa para Pizza com Fibras
EXTRAÍDO DO LIVRO DE RECEITAS: “A ENERGIA VITAL VAI À MESA”

Ingredientes:

farinha de trigo especial (orgânica) 250g ou 2 ½ xíc. chá
água potável 180ml ou xíc. chá morna
fermento biológico 30g ou 2 tablete(s)
açúcar demerara (orgânico) 20g ou 1 colher de sopa
farelo de arroz (orgânico) 16g ou 2 colher de sopa
farelo de trigo 12g ou 1 colher de sopa
azeite de oliva 8ml ou 1 colher sobremesa
sal marinho 2g ou 1 colher de café


O azeite de oliva tem ações benéficas: na redução da pressão arterial; na prevenção de tumores; sobre o aparelho digestivo e o sistema imunológico.

PREPARO
Dissolver o fermento no açúcar com a ajuda de uma colher. Acrescentar o azeite, o sal e a água. Mexer.
Numa vasilha, coloque ¾ da farinha (reservar ¼), os farelos e a mistura líquida. Amassar bem até obter uma massa homogênea e ir acrescentando o restante da farinha. Cobrir a massa com um pano e deixar crescer por 30 minutos. Polvilhar a mesa com a farinha para sovar a massa já crescida, uns 3 a 5 minutos. Cortar pequenos pedaços de massa e abrir com o rolo de macarrão. Colocar numa assadeira somente polvilhada com farinha de trigo ou de rosca. Assar em forno pré-aquecido a 150ºC por 8 minutos.
Rechear e voltar ao forno para gratinar.


RECHEIO
Básico: molho de tomate orgânico.

1) PIZZA DE ATUM
Atum (conserva em água e sal) 360 g 3 latas
(ou atum fresco cozido em água e sal)
Azeitonas pretas 50 g
Cebola fatiada 100 g
Orégano a gosto



2) PIZZA VEGETARIANA
Cenoura ralada 100 g
Brócolis ninja 150 g
Milho verde cozido em água e sal 100 g 1 espiga
Azeitonas verdes 50 g
Tofu defumado picado 100 g
Cogumelos (shimeji ou paris) 150 g
Orégano a gosto

Refogar rapidamente a cenoura, o brócolis, o milho, a azeitona e o cogumelo.
Quando montar a pizza, colocar este refogado e espalhar por cima o tofu defumado, polvilhando o orégano.



3) PIZZA CREMOSA DE FRANGO
Sassami de frango cozido e desfiado 400 g
Cebola ½ unidade
Creme de requeijão vegetal 1 receita
Azeitonas 50 g
Manjericão a gosto

Dourar meia cebola e refogar o frango desfiado, temperando com açafrão, tomilho e alecrim a gosto. Corrigir o sal.



CREME DE REQUEIJÃO VEGETAL
1 copo de maionese vegetal
1 copo de molho branco

Colocar no processador a maionese e o molho branco e bater até ficar cremoso. Colocar num saquinho plástico, cortar uma pontinha e espremer.
Dica: este requeijão substitui o creme de leite e a mussarela.



MOLHO BRANCO
1 colher (sopa) azeite
½ xícara (chá) cebola batidinha 50 g
2 copos leite de soja
1 colher cheia (sopa) de amido de milho
1 colher cheia (sopa) de farinha de trigo branca
Sal marinho 1 colher de chá rasa
3 colheres (sopa) queijo parmesão 30 g

Refogar ligeiramente a cebola no azeite e acrescentar 1 copo de leite de soja e ferver. Diluir o amido e a farinha de trigo no leite de soja restante. Misturar aos poucos ao leite fervendo, mexendo sempre com uma colher de pau, em fogo baixo, até engrossar. Acrescentar o queijo, mexer e temperar com o sal. Deixe esfriar.

MAIONESE VEGETAL
1 xícara de chá de extrato de soja (leite) gelado
1 colher de sopa de caldo de limão
1 colher de chá de sal
5 azeitonas picadas
¼ de cebola picada
Óleo de soja gelado

Colocar todos os ingredientes, com exceção do óleo, no liquidificador. Bater e, bem devagar, adicionar o óleo, no centro da massa. Quando esta atingir uma consistência firme, a maionese estará pronta.



4) PIZZA CREME DE PALMITO
Creme de palmito 1 receita
Azeitona 50 g
Manjericão a gosto



CREME DE PALMITO
1 xícara (chá) de tofu bem fresco
1 xícara (chá) de palmito cozido
1 dente de alho médio (opcional)
Sal e azeite a gosto


FONTE: http://www.fmo.org.br/fmo2/receitas/receita_pizza_saudavel.html

segunda-feira, 1 de março de 2010

Proteína pode trazer problemas para crianças obesas


Uma pesquisa divulgada nesta segunda nos Estados Unidos mostrou como a obesidade pode prejudicar a saúde das crianças de uma forma ainda mais ampla do que se sabia.

Mais de 16 mil crianças e adolescentes entre 1999 e 2006 passaram pelas balanças da Universidade da Carolina do Norte. Todos tinham entre um e 17 anos, 70% estavam com peso considerado normal, 15% tinham excesso de peso, os outros eram obesos ou muito obesos.

Além do peso, os pesquisadores analisaram a quantidade de uma proteína no sangue, a proteína C reativa, que, em níveis elevados, provoca inflamações nas artérias. E inflamação, por si só, já é ruim. Nas artérias, então, pode levar a acidentes cardiovasculares como ataques cardíacos e derrames cerebrais.

O resultado mostrou que entre os obesos e muito obesos 83% tinham altos índices da C reativa. E o mais preocupante: quase metade das crianças muito obesas com idades entre três e cinco anos apresentou níveis elevados da proteína que pode provocar inflamação nas artérias.

O estudo confirma que peso está relacionado a problema nos vasos sanguíneos. A surpresa é que isso tem acontecido mais cedo do que os médicos imaginavam.

"Estar acima do peso é um impacto na vida criança, na saúde do coração, na saúde em geral", diz a pesquisadora, que recomenda: preste sempre atenção se seu filho está tendo uma boa alimentação para prevenir a obesidade.

Pode não combinar com o gosto das crianças, mas o cardápio com frutas, legumes e verduras é o mais indicado para aqueles que estão descobrindo o sabor de uma vida saudável.

Fonte: http://jornalnacional.globo.com/Telejornais/JN/0,,MUL1511241-10406,00-PROTEINA+PODE+TRAZER+PROBLEMAS+PARA+CRIANCAS+OBESAS.html

CONSULTA DE REMÉDIOS - ESPETACULAR !!!


Inclusive os preços!
Basta digitar o nome do remédio desejado no site abaixo, e você terá também os genéricos e os similares de todas as marcas, com os respectivos preços em todo o Território Nacional.
Como tudo que é bom não é divulgado,
peço-lhes que divulguem aos seus parentes e conhecidos.
Façam bom uso!!!
http://www.consultaremedios.com.br/

Dietas à base de líquidos não ajudam a emagrecer.


Ao substituir refeições por sucos ou sopas, o líquido não sustenta o organismo. Uma hora o cérebro pede para mastigar alimentos.
Sol e praia são puro prazer, mas não para todo mundo. A comerciante Áurea Barcellos está sempre de regime. Se a promessa é emagrecer, ela faz. Já tentou cada receita, até a dieta de suco de couve com laranja.

Mesmo fazendo cara feia, Áurea se arrisca nas dietas líquidas. A da sopa, ela aguentou pouco tempo. “Aquele que diz que faz dieta da sopa todo dia, não faz. Faz um sopão, bota na geladeira e vai esquentando. E aquilo vai enjoando”, critica a comerciante. Áurea conta também que com a dieta do suco chegou a emagrecer 3 kg, mas manteve por apenas três meses.
O problema é manter o peso. Nesse calor, seguir dietas líquidas, substituindo refeições por sucos, sopas e vitaminas, parece uma boa pedida. Mas como o corpo reage a essa mudança alimentar?

“Ela tem um efeito limitado, porque uma pessoa precisa de 2.000 a 2.200 calorias para manter o peso corporal. Se ela passa a tomar 600 calorias em uma sopa, não tem como não emagrecer”, diz a nutricionista Josefina Bressan, da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Encontrar respostas é um desafio para as nutricionistas e pesquisadoras Josefina Bressan e Denise Machado Mourão. Suco de melancia ou a fruta em pedaços: o que mata a fome por mais tempo? Leite de coco ou coco em pedaços? Leite ou queijo?

Um estudo feito por elas nos Estados Unidos investigou o que acontece com a nossa fome, quando ingerimos alimentos líquidos e sólidos. Ao todo, 120 pessoas participaram do estudo, entre homens, mulheres, gordos e magros.

As porções de líquidos e sólidos eram idênticas. Havia a mesma quantidade de calorias na fruta e no suco. Os voluntários comiam em um dia a refeição líquida, e no outro, a sólida. Depois, comiam pequenos sanduíches até ficarem satisfeitos. Não deu outra. No dia dos líquidos, a fome era sempre maior.

“Por exemplo, nos dias em que eles testavam os líquidos, eles já comiam mais sanduíches na hora do almoço, comparando com o dia em que eles comiam o sanduíche e o sólido”, diz a nutricionista Denise Machado Mourão. “Também ao longo do dia, a gente viu isso. Então, a fome veio muito mais rápida”.

“Com a dieta do suco, do segundo para o terceiro dia, você fica fraca. Não tem condições. Aí, quando passa o efeito, você está fraca e precisa comer. Então, você come o dobro”, aposta a comerciante Áurea Barcellos.

Os pesquisadores confirmaram que ninguém aguenta muito tempo se alimentando só com líquidos. Chega uma hora em que o cérebro pede para comer e mastigar alimentos. A pesquisa também revelou que se engana quem pensa que vai emagrecer trocando uma boa refeição por sucos, vitaminas e sopas.

Ao mastigar os alimentos, enviamos sinais ao cérebro. No hipotálamo, ficam os centros de controle da fome e o da saciedade. É ali que chegam as informações de que estamos nos alimentando.

Outros sinais vêm do sistema digestivo. Quando a gente mastiga e engole os alimentos, o estômago vai enchendo e as paredes vão se distendendo. Este movimento ativa receptores estomacais que enviam sinais ao centro de controle da fome no cérebro.

A presença de comida no estômago inibe a produção de grelina, o hormônio da fome, e aumenta a produção de leptina, o hormônio da saciedade.

“A fome não é por alimento líquido. Ela exige algo que mastigue. Então, normalmente são pães que ela vai comer ou algo que ela possa colocar na boca e mastigar”, diz a nutricionista Josefina Bressan, da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Mas e, quando a gente para com as dietas líquidas, o que sente vontade de comer? “Sente mais necessidade de comer comida pesada mesmo. Comer macarrão, feijão, arroz, carne assada, farofa”, revela a comerciante Áurea.

Ainda assim, essas dietas sempre atraem muitos seguidores. São centenas de páginas na internet, onde Áurea encontra as novidades.

O problema é que, a cada tentativa desesperada de emagrecer, a pessoa faz dietas pobres em nutrientes, perde peso, mas não perde gordura e, sim, massa magra, que são os músculos. E quando engorda de novo, não recupera a musculatura. Ganha gordura!
“Por que algumas pessoas dizem que já tentaram de tudo e não conseguem? Porque a composição corporal está toda modificada”, alerta diz Josefina Bressan. “É mais difícil voltar a essa saúde. O que a gente está tentando colocar na cabeça das pessoas é não ganhar peso. E se ganhar peso, perder de forma saudável”.

www.globo.com/globoreporter