Noticias via Email

sexta-feira, 5 de março de 2010

Saiba o que comer para ter uma noite tranquila.


Uma noite inteira de sono tranqüilo e reparador. Quem não sonha com isso? Tudo depende da sua alimentação à noite.

Depois de saborear chocolate, Dalila costuma amargar noites sem sono! "É deitar e você ficar como se estivesse chamando o sono e não vem. Você deita pra um lado, deita pro outro, vira pra um lado, vira pro outro", Dalila França, administradora.

São muitos os fatores que prejudicam o sono: falta de atividades físicas, excesso de peso, ambiente ruim, problemas emocionais e de saúde, mas a alimentação adequada antes de dormir pode diminuir os efeitos negativos da vida moderna.

O chocolate, por exemplo, deve ser evitado porque contém cafeína: um estimulante presente em vários alimentos. "O café, que é o mais conhecido de todos e, além disso, os refrigerantes a base de cola, chá mate, chá verde", afirma Myrian Fragoso, nutricionista.

E quais os alimentos ideais para a noite? "Todas as frutas, de uma forma geral, são muito boas", completa a nutricionista.

O maracujá, conhecido por dar sono, realmente tem substâncias tranqüilizantes, mas a banana também tem um componente com o mesmo efeito.

Quatro dicas de refeição para a noite:

- um copo com leite e uma porção de biscoitos integrais.
- uma banana picada com aveia
- uma xícara de chá de ervas com três torradas e queijo branco
- um iogurte desnatado com três colheres de sopa de cereal

"Essa alimentação noturna deve ser mais leve, em menor quantidade e pelo menos duas horas antes de deitar", comenta Erik Haguete, médico.

Luis Ricardo sofre de apineia: pequenas paradas respiratórias durante a noite. Por isso, a última refeição do dia tem de ser ainda mais leve para um sono pesado.

"Se eu comer muito meu ronco é estrondoso, os problemas que eu tenho de cansaço, insônia, tudo isso aí aparece", diz Luis Ricardo Meneses, contador.

Fonte: http://g1.globo.com/jornalhoje/0,,MUL1517263-16022,00-SAIBA+O+QUE+COMER+PARA+TER+UMA+NOITE+TRANQUILA.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário